Sara Cerdas é a segunda eurodeputada mais influente no Parlamento Europeu em Saúde

Sara Cerdas foi indicada como a segunda deputada mais influente no Parlamento Europeu, em matéria de políticas de saúde.

Segundo uma nota de imprensa, a indicação surgiu por parte do Vote Watch Europe, uma organização independente de qualquer instituição governamental nacional ou supranacional, negócios, partidos políticos ou qualquer outra entidade, que monitoriza a prestação dos Deputados durante o seu mandato no Parlamento Europeu.
Sara Cerdas é apontada como a segunda deputada com mais poder de  influência no Parlamento Europeu na área de políticas de saúde. Este feito deve-se ao facto da madeirense ter sido nomeada presidente Grupo de Trabalho em Saúde do Parlamento Europeu e, mais recentemente, relatora do Grupo Socialistas para o Programa de Saúde Europeu – EU4Health. A Eurodeputada foi também relatora da resolução sobre a transformação digital da saúde e dos cuidados no mercado único digital, e também do relatório sobre a escassez de medicamentos nos Estados-Membros da UE. Pertence ainda aos grupos de trabalho em matérias de saúde, como por exemplo de Saúde Mental e Bem-Estar, Direito dos doentes, Resistência aos antimicrobianos, Alzheimer, Saúde Cardiovascular, entre outros.
Segundo a organização, “embora exista pouca legislação da UE relacionada com a saúde, esta área política subiu no topo das prioridades da UE devido ao COVID-19. Consequentemente, os eurodeputados que têm a formação certa  ou estão bem posicionados estão a tornar-se cada vez mais influentes. É por isso que fizemos uma série de análises setoriais com a saúde: quais eurodeputados serão a chave para a direção em que as políticas da UE serão moldadas.” No comunicado da organização pode ainda ler-se que Sara Cerdas é a única eurodeputada que está no primeiro mandato ao Parlamento Europeu, ou que não tenha desempenhado cargos políticos anteriormente.
Sara Cerdas considera “esta nomeação um reflexo do trabalho que eu e a minha equipa temos desenvolvido ao longo do primeiro ano de mandato no Parlamento Europeu; estamos a conseguir colocar a saúde na agenda política europeia. Desde que assumi funções, em julho do ano passado, que tenho como missão desenvolver um trabalho de cooperação que melhore o quotidiano dos cidadãos europeus, salvaguardando sempre os interesses de Portugal e das Regiões Ultraperiféricas; passou-se um ano e sinto que ainda há muito por fazer, mas sinto-me honrada por este reconhecimento”, frisou.
O primeiro lugar do ranking é ocupado por Peter Liese, coordenador do grupo político EPP da Comissão de Saúde Pública, Segurança Alimentar e Ambiente (ENVI), que atualmente cumpre o sexto ano de mandato. Após Sara Cerdas, o terceiro lugar é ocupado por Christian Busoi, Presidente da Comissão INTRE (Comissão da Indústria, Pesquisa e Energia) no seu quarto mandato no Parlamento Europeu, seguido de Dolores Monserrat, ex-ministra da saúde de Espanha.
De lembrar que no passado mês de fevereiro, a eurodeputada já havia sido nomeada para o “MEP awards”, na área da saúde, prémios atribuídos anualmente pela revista Parliament Magazine aos eurodeputados que se destacaram em diferentes áreas de trabalho, nomeação que viu a cerimônia adiada devido ao COVID-19.