Estepilha! Estarão os génios do futebol imunes aos vírus?

Foto DR.

O Estepilha é um admirador incondicional do talento e da história de sucesso justíssima do filho da terra, Cristiano Ronaldo. Tudo o que se disser contra este génio galático, em matéria de talento e brio profissional, só pode ser fruto do espírito pequeno da inveja.

No entanto, o Estepilha considera que as regras nacionais são para todos e nem mesmo o nosso justamente idolatrado Ronaldo pode estar acima delas ou sequer ignorá-las. Vem este paleio a propósito da conjuntura que se está a viver: os riscos do Corona vírus, as restrições e medidas de prevenção e a necessidade compreensível de os cidadãos vindos do estrangeiros  se submeterem ao controlo (preenchimento de formulários, etc…), nomeadamente vindos de zonas com grandes índices de infeção.

O que se verifica? Que Ronaldo, vindo diretamente de Itália, acompanhado da família que também reside em Itália, entra e sai, por duas vezes, na Madeira , oriundo de uma Itália com grande disseminação do vírus. Terá já Ronaldo descoberto a vacina anti-vírus? Terá preenchido os formulários? O Estepilha é fã número um do craque mas também tem dois dedos de testa. O presidente Marcelo, por menos, está de quarentena…

É uma conduta exemplar e compreensível de um filho visitar a sua mãe doente num hospital público, que ninguém coloca em dúvida e só fica bem ao craque e família. Mas numa situação normal e não atípica de quase pandemia como a que se vive hoje no mundo. O Estepilha questiona: teria sido possível a outros passageiros, vindos diretamente de Itália, visitar familiares internados num hospital público, o mesmo procedimento, quando o país vê escolas fechadas e portugueses infetados após recentes deslocações a Itália?

Será que os nossos queridos génios do futebol estão também acima dos vírus e das restrições coletivas emanadas da Direção Geral de Saúde? O Estepilha descansa porque o plano de contingência da Região tem tudo sob controlo.