PSD quer ouvir ministro do Ensino Superior com carácter de urgência sobre polémico subfinanciamento da UMa

Os deputados do PSD-Madeira apresentaram um requerimento para ouvir “com carácter de urgência” o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, bem como o reitor da Universidade da Madeira, acerca do reforço do financiamento da Universidade dos Açores.

“Esta diferença de tratamento entre a Universidade dos Açores e a Universidade da Madeira é injustificável e inqualificável”, referiu a deputada social democrata madeirense Sara Madruga da Costa, acrescentando que “pode inclusivamente ser qualificada como uma inaceitável discriminação política que urge clarificar e sobretudo corrigir”.

Os sociais-democratas querem ouvir o ministro e o reitor da Universidade da Madeira, para obter todos os esclarecimentos necessários e obrigar o Governo da República a efectuar o reforço do financiamento da Universidade da Madeira, num montante, no mínimo idêntico ao efectuado à Universidade dos Açores, “uma vez que a Universidade da Madeira ainda se encontra mais subfinanciada do que a sua congénere insular”, salienta Sara Madruga da Costa.

No requerimento entregue, os sociais democratas referem ainda que “na mesma semana em que o grupo parlamentar do Partido Socialista na Assembleia da República chumbou uma proposta de alteração ao Orçamento de Estado, apresentada pelo PSD/Madeira, que visava atribuir uma majoração do financiamento a estas duas universidades insulares e que ía ao encontro das legítimas e justas reivindicações tanto da Universidade dos Açores como da Universidade da Madeira, o Governo assinava à porta fechada e apenas com a Universidade do Açores um reforço financeiro de 1,2 milhões de euros anuais até 2023.”

Para o PSD “sendo certo que as verbas agora atribuídas pelo Governo à Universidade do Açores são necessárias e devidas, não é menos verdadeira a situação de subfinanciamento da Universidade da Madeira”.