aCORDE! celebra cordofones madeirenses

A Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, através da Direcção de Serviços de Educação Artística da Direcção Regional de Educação, promove, pela primeira vez no âmbito da comemoração do Dia Regional dos Cordofones Madeirenses, o evento “aCORDE!”, na Assembleia Legislativa da Madeira, entre os dias 4 e 9 de Fevereiro. No dia 4 de Fevereiro, às 15h30m, decorrerá a cerimónia de abertura.

O Dia Regional dos Cordofones Tradicionais Madeirenses foi instituído pelo Governo Regional da Madeira em Fevereiro do ano passado. A instituição de um dia oficial procura não só  homenagear Carlos Santos, autor do livro “Tocares e cantares da ilha”, publicado em 1937, mas também consciencializar a população para a importância da preservação e divulgação dos cordofones, reforçar o turismo cultural e científico-pedagógico, consagrar e salvaguardar a sua história, enaltecer e motivar os artistas que criam, executam e compõem para estes instrumentos e defender a sua origem e a dos instrumentos que dele advêm, como o ukulele e o cavaquinho brasileiro, explica uma informação.

A Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, pelo terceiro ano consecutivo, volta a acolher este evento que conta a participação directa de cerca de 300 alunos, com o apoio de instituições ligadas ao ensino e divulgação dos cordofones tradicionais madeirenses, tais como o Conservatório – Escola das Artes – Eng.º Luiz Peter Clode e a Associação Musical e Cultural Xarabanda.

O projecto educativo de defesa dos instrumentos populares madeirenses nas escolas foi implementado, pelo Governo Regional da Madeira, no ano lectivo 1987/1988. Passadas três décadas, assiste-se a uma revalorização da prática de instrumentos como o braguinha, o rajão e a viola de arame nas Atividades de Enriquecimento Curricular. No presente ano lectivo, existem 67 grupos, oriundos de escolas do 1.º ciclo do ensino básico, que envolvem mais de 1 077 alunos, e 12 grupos, dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e ensino secundário, inseridos no projeto da Modalidade Artística de Cordofones Tradicionais Madeirenses, que envolvem mais de 160 jovens.

Nesta edição do aCORDE, o público poderá assistir a vários momentos musicais, recitais e conferências, visitar a exposição sobre a temática. Haverá igualmente workshops de prática instrumental que se destinam às escolas.

Este ano o aCORDE tem como convidado especial Pedro Mestre, artista que tem dedicado a sua vida à música tradicional alentejana.