José Prada “atira-se” a Olavo Câmara: “De ‘Bailes’ e ‘murros na mesa’ está a nossa população farta”

Os elogios do deputado do PS-Madeira à Assembleia da República, Olavo Câmara ao Orçamento de Estado e a Mário Centeno -dizendo que dá “baile” Direita- mereceram uma reacção do secretário-geral do PSD-Madeira, José Prada:

“Seria importante que os Senhores Deputados, eleitos pela Madeira à Assembleia da República, refletissem, claramente, no papel que têm a desempenhar naquele Parlamento.

Um papel que, no caso dos deputados do PSD/Madeira, é o da defesa intransigente dos nossos interesses e direitos e, não, o agachar habitual e a submissão já gasta ao Governo da República, que em nada favorecem as respostas de que a nossa Região mais precisa.

Pior do que isso é a desonestidade intelectual dos que falam dos temas que o Orçamento de Estado para 2020 assume, finalmente e graças à luta incansável levada a cabo pelo PSD/Madeira, como sendo algo que ficou a dever-se, em algum momento, ao Partido Socialista local.

Não, não foi e os Madeirenses e Porto-santenses sabem bem disso.
Sabem bem o que levou a que o financiamento do novo Hospital fosse consagrado neste Orçamento de Estado. Sabem bem o que levou a que fosse garantida a redução das taxas de juro.

De “Bailes” e “murros na mesa” está a nossa população farta e mais do que cansada.

Querem é que os seus eleitos defendam os seus interesses e não se prestem a estes comentários que mais não revelam do que a falta de conhecimento da realidade que, pasme-se, dizem defender, concretamente no respeitante à Autonomia.

Então um deputado madeirense, que é eleito à Assembleia da República, parabeniza o Governo Central porque este não faz mais do que cumprir com as suas obrigações e com o que já devia ter cumprido há muito? Palavras para quê…”