Nacional vai ter pavilhão num terreno junto ao Madeira Tecnopolo

Fotos Alfredo Rodrigues

O já tradicional jantar de gala no Pestana Casino Park Hotel encerrou ontem as comemorações do 109.º aniversário do CD Nacional.

Numa noite com muitos momentos marcantes, o primeiro momento alto foi a referência a todas as modalidades do clube.
Depois foram homenageados os sócios com 25 e 50 anos de filiação clubística, sendo ainda oficialmente entregue ao presidente do clube a placa que certifica a atribuição da classificação de Cinco Estrelas ao CD Nacional enquanto entidade formadora na área do futebol.
Na oportunidade, foram ainda apresentados os números do “deve e do haver” entre o Clube e o Governo, através de um vídeo que demostrou que nos últimos quatro anos o CD Nacional recebeu menos 1,6 milhões do que aquilo que pagou.
Também foi apresentado o projeto do clube para a ampliação da Cidade Desportiva.
Os prémios Condor foram depois entregues.
Condor de Prata para Sérgio Pinto Correia, sócio nº 1 do clube, recentemente falecido.
Condor de ouro para Jacinto Amorim.
Condor de Ouro com Palma para Alberto João Jardim.
Este foi mesmo alvo de uma homenagem especial.
Alberto João Jardim que seria aliás o primeiro a discursar, para agradecer a distinção recebida em nome de todos os homenageados.
Depois, tomou a palavra o presidente do Nacional, Rui Alves, que recordou a importância do papel de Alberto João Jardim no desenvolvimento do desporto madeirense e da própria Região, fazendo votos de que seja possível voltar a ter um apoio ao desporto de forma mais efetiva por parte da Região.
Deixou ainda o repto de que seja possível ampliar o parque desportivo do clube, aproximando-o daquilo que já foi dado a outros.
Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional, lembrou o seu passado enquanto nadador do CD Nacional, elogiou o papel do Clube Desportivo Nacional enquanto promotor da prática desportiva e embaixador desportivo da Região, deixando ainda duas promessas: O Governo vai avançar com um novo modelo de financiamento ao futebol profissional, com contratos pluri-anuais, que permitam reduzir os atrasos no pagamento das subvenções.
O pavilhão do clube será construído ainda nesta legislatura num terreno do Governo junto ao Tecnopólo.
A fechar, o presidente da Assembleia Geral, Miguel de Sousa, deixou grandes elogios a Alberto João Jardim pela sua ação enquanto presidente do Governo Regional, sublinhando que nos últimos dez anos os clubes da Região passaram a ser dos menos apoiados do país.
Deixou ainda fortes críticas aos horários dos jogos da Liga, considerando que existe uma preocupação maior em ter gente a ver jogos na tv do que no estádio.
O ‘parabéns a você’ encerrou a festa que juntou três centenas e meia de nacionalistas.