“Não vamos apostar no betão mas sim na segurança e na melhoria dos serviços às populações”, garantiu o estreante Pedro Fino

pedro fino
Pedro Fino, à esquerda, numa recente iniciativa pública, apontou hoje, no Parlamento, a aposta no Hospital, nas escolas e nos centros de Saúde, dizendo que não se trata de aposta no betão mas no bem estar das populações.

O secretário regional dos Equipamentos e Infraestruturas, o estreante Pedro Fino, promete diálogo e respeito democrático e institucional, mas também alerta que “há um tempo para falar e um tempo para agir”. Foi há pouco, no Parlamento Madeirense, na apresentação do Programa de Governo em contexto dos setores sob sua tutela.

O governante debruçou-se sobre aquilo que considerou tema de “discussão estéril”, o desenvolvimento económico da Região assente na política de betão. “Tudo merece ser discutido desde que com sentido socialmente útil e para o bem comum. A construção do novo hospital, de escolas e de centros de saúde, são obras do betão ou de interesse social? As obras na escarpa são obras no betão ou na segurança das populações?”, questiona em direção à plateia parlamentar.

“Não vamos fazer obras a pensar no betão para no bem estar da população. Tanto assim que os objetivos são garantir equipamentos de saúde, garantir a segurança das populações e apostar na preservação do património coletivo, referindo ações na Educação e Saúde como assuntos para o futuro.

Pedro Fino destaca a obra no Norte, a via expresso da Ribeira de São Jorge e Arco de São Jorge, salientando que em matéria de sustentabilidade, temos sempre presentes a melhoria do desempenho energético dos edifícios  e resposta no sentido de mitigar os efeitos das alterações climáticas”.