Marítimo e Nuno Manta acertam rescisão de contrato, treinador diz que não quis ser o problema mas a solução

Manta saiO Marítimo anunciou há pouco a rescisão de contrato com o treinador da equipa principal de futebol, Nuno Manta Santos, na sequência dos resultados menos conseguidos na I Liga e sobretudo depois do empate caseiro frente ao Portimonense. Os madeirenses ocupam o 14º lugar com 11 pontos quando estão realizados 11 jogos, a três pontos do lugar de descida. O próximo jogo é na Luz frente ao Benfica a 30 de novembro às 18 horas.

Numa nota publicada no site oficial, o clube “agradece a forma dedicada como o técnico Nuno Manta Santos encarou o projeto Marítimo, e enaltece a elevação com que encarou a hora da saída, colocando os interesses do clube à frente de muitos outros.

O futebol vive de resultados e, por isso, depois de uma conversa franca e honesta, decidiu-se colocar um ponto final na ligação entre as partes, na certeza, porém, de que o Nuno Manta Santos merecerá sempre, da estrutura do Club Sport Marítimo, uma palavra de amizade.

O Club Sport Marítimo deseja, a Nuno Manta Santos, os maiores sucessos pessoais e profissionais.”.

Já o treinador que está de saída pronunciou-se sobre a rescisão, também no site do clube, onde refere que  «face ao que foi acontecendo ao longo destes meses, para não pensarem que eu seria o problema, demonstro aqui que sempre fui a solução.

Venho por este meio comunicar que coloquei hoje o meu lugar de técnico principal responsável do Club Sport Marítimo à disposição do Senhor Presidente Carlos Pereira, tendo proposto a rescisão do vínculo contratual que vigorava entre as partes na presente temporada de uma forma totalmente justa.

Tendo chegado a bom termo esse mesmo acordo, realço o modo como fui acolhido e bem recebido desde a primeira hora pelo Club Sport Marítimo a quem agradeço na pessoa do Senhor Presidente a todos os que fazem parte da estrutura profissional do clube, bem como a toda a massa associativa.

No momento da despedida não posso estar mais grato a todos os que me acompanharam nesta caminhada. Passámos momentos de alegrias e vitórias, outros de perseverança e batalha.

A toda uma equipa de grandes profissionais , aos jogadores, aos adeptos e ao Presidente que confiou no meu trabalho, o meu sincero obrigado por esta oportunidade.

Estarão sempre no meu coração».