Docente da UMa homenageado em congresso da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária

O professor catedrático de Medicina da Faculdade de Ciências da Vida, da Universidade da Madeira, Ivo Álvares Furtado, será homenageado no próximo dia 18 de Outubro, pelo seu contributo à Sociedade Científica de Especialidades Médicas em Portugal, tanto a nível nacional, como internacional.

A homenagem está prevista para o meio-dia, na sessão de abertura do Congresso do Centenário da mais antiga de entre as Sociedades Científicas de Especialidades Médicas em Portugal: A Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (SPEMD), que terá lugar nos dias 18 e 19 de Outubro, no Seminário de Vilar, na cidade do Porto. A sessão encerrará com uma conferência ministrada pelo académico António de Vasconcelos Tavares, antigo presidente da SPEMD, que falará em nome dos homenageados.

Ivo Álvares Furtado, de 67 anos, é natural de Goa, médico licenciado pela Faculdade de Medicina de Lisboa (1975), tendo uma longa carreira partilhada pelas actividades hospitalar no Centro Hospitalar Universitário de Lisboa – Norte (1976 – 2019) e o Ensino de Anatomia no Instituto de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, onde desempenha actualmente funções como professor convidado.

Obteve o grau de Especialista em Estomatologia com distinção em 1985 e o Grau de Chefe de Serviço de Estomatologia em 1992, tendo fundado em 1986 a Consulta de Estomatologia Pediátrica do Hospital de Santa Maria, onde até recentemente (2019), desempenhou funções de Coordenação da Unidade de Estomatologia Pediátrica.

Tendo sido Assistente do Instituto Superior de Ciências Biomédicas de Lisboa (actual Faculdade de Ciências Médicas), entre 1976 e 1978, pertenceu ao grupo de docentes fundadores do actual Instituto Universitário Egas Moniz (Almada).

Doutorou-se em Medicina, na Especialidade de Anatomia com Distinção e Louvor em 2008 e prestou com êxito as provas de Agregação na mesma Especialidade (Anatomia), em 2015, também na Faculdade de Medicina de Lisboa.

Teve durante o seu percurso uma vida Associativa intensa, que mantém, tendo feito parte dos Corpos Directivos da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (1983 – 1992, com o desempenho das Funções de Vogal, Secretário; Vice-Presidente e Diretor da Revista Portuguesa de Estomatologia, Cirurgia Maxilo-Facial e Medicina Dentária); Colégio da Especialidade de Estomatologia (2001 – 2007 , com o desempenho da função de Coordenador da Secção Regional do Sul do Colégio de Estomatologia e Representante dos Estomatologistas Portugueses na União Europeia dos Médicos Especialistas – UEMS) e atualmente (2007 –  ) na Sociedade Anatómica Portuguesa (SAP/AAP), onde após desempenho das funções de Secretário, Vice-Presidente e Diretor da Revista Archives of Anatomy, é o atual presidente para o biénio de 2018/2020.

Membro de várias Sociedades Científicas Médicas Nacionais e Internacionais, Ivo Furtado foi em 2019 eleito Counsellor da European Association of Clinical Anatomy (EACA) e no mesmo ano (2019) foi nomeado delegado (1 de 2) representante dos Anatomistas Portugueses na International Federation of Associations of Anatomists (IFAA). É prelector regular em foros de âmbito internacional e autor de vários capítulos de livros Médicos possuindo no seu currículo um amplo número de artigos científicos publicados em Revistas Médicas Nacionais e Internacionais indexadas e com elevado fator de impacto. É também Árbitro de múltiplas Revistas Científicas no âmbito da sua Especialidade e interveniente ativo a convite, para integração de Comissões Científicas de júris e atribuição de prémios de ciência, moderação de mesas, conferências, entre outras.

Em 2019 aceitou o novo desafio do provimento do lugar de professor catedrático de Anatomia do Ciclo Básico de Medicina da Universidade da Madeira, tendo efetuado o provimento em 12 de Abril, e promovendo uma orgulhosa acção de criação de uma estrutura baseada na inovação de um Ensino Médico de Vanguarda, numa jovem Universidade que se afirma e na qual apostou e procura ampliar parcerias e rasgar horizontes rumo à Modernidade, refere um comunicado da UMa.