Quinteto de sopros “Atlântida” dá hoje concerto e toca obra de Pedro Macedo Camacho

O Quinteto de Sopros “Atlântida”, um agrupamento de música de câmara da Orquestra Clássica da Madeira, dá hoje um concerto, no qual a primeira obra a tocar será “Memórias [de um anjo]”, do premiado compositor madeirense Pedro Macedo Camacho.

O director artístico da OCM, Norberto Gomes, sublinha neste programa a preocupação em dar espaço “a extraordinárias obras de criadores do nosso tempo e do nosso meio” e “promover a sua interpretação e fruição pelo nosso público”. Tanto tocando composições de compositores regionais, como nacionais, dando também por outro lado particular atenção à recuperação de outras obras entretanto esquecidas pelos intérpretes e programadores (…)”.

O Quinteto de Sopros Atlântida (Pedro Camacho na flauta, Louise Whipham no oboé, José Barros no clarinete, Manuel Balbino no fagote e Rúben Silva na trompa) é formado por instrumentistas da Orquestra Clássica da Madeira dos naipes dos sopros. Tendo-se apresentado ao longo da última década nas temporadas da OCM, possui no seu vasto repertório obras de vários compositores nacionais e internacionais, assim como adaptações e arranjos de obras de referência dos vários períodos da história da música. Os seus concertos pautam-se pelas leituras fiéis ao texto, proporcionando momentos de alto nível artístico ao seu público, assim como momentos de descontracção com repertórios mais ligeiros que também integram os seus programas, refere nota da Orquestra.

Os bilhetes custam entre 10€ e 5 euros e estão disponíveis na bilheteira do Teatro Municipal. O concerto é hoje, pelas 21 horas, no átrio do Teatro Municipal Baltazar Dias.

Este é o programa, em pormenor:

Pedro Macedo Camacho [1979-] – Memórias (de um anjo)

Franz Danzi [1763-1826] – Quinteto em sol menor op. 56 Nr. 2

Mendelssohn [1809-1847],  arr. David Walter – Quinteto em mi bemol maior (arr. do quarteto para cordas op. 11 Nr. 1)