JPP procura mostrar “serenidade” perante resultados obtidos

O líder do JPP, Élvio Sousa, procurou hoje reagir com “serenidade” aos resultados da noite, que não lhe foram especialmente favoráveis, nomeadamente sem a eleição de nenhum deputado ao parlamento nacional, e com o JPP a situar-se, em Santa Cruz, onde detém o poder autárquico, na terceira força política mais votada. Em declarações aos jornalistas, agradeceu o facto de o JPP “ser terceira força política em Santa Cruz e terceira força política na Região Autónoma da Madeira”. Perante isto, “apraz-nos agradecer a confiança que a população nos deu”.

Com três deputados para o PSD, e 3 para o PS, admitia que “muito provavelmente poderá ser o cenário”, após o apuramento total dos resultados.

“Nós o que observamos é que a eleição para a Assembleia da República é uma eleição para deputados, e aquilo que votamos em concreto no círculo da RAM é a eleição de seis deputados para a AR, não a eleição directa para primeiro-ministro. (…) temos de agradecer o empenho e a confiança que deram ao “Juntos pelo Povo”.

A votação superior ao CDS, disse, “deve-se à nossa capacidade de falar verdade à população”.

“Sempre dissemos que não íamos transportar partidos às costas”, finalizou. Sendo um partido com apenas 4 anos de existência, o JPP “afirmar-se-á agora cada vez mais no cenário regional e nacional”, prometeu.