Chega reuniu com Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos

O partido Chega reuniu hoje com o STI Madeira – Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos e ouviu as preocupações dos profissionais dos Impostos.

As situações mais preocupantes são a falta de recursos humanos e materiais, a grande injustiça no que diz respeito aos vencimentos ainda por cima são obrigados estar no regime de exclusividade (vencimentos líquidos de 800€, quase no linear do salário mínimo) e a grande preocupação com o Brexit.

Outra questão que tb é transversal a outras entidades é o SIADAP que cria conflitos entre colegas o qual tem de ser revisto, necessidade de existir um subsídio de risco.

Ainda em relação às remunerações, os funcionários das alfândegas quando trabalham aos sábados, feriados e trabalho fora de expediente não têm remuneração nem compensação.