Pesos pesados do PSD não foram directamente eleitos mas deverão entrar no parlamento

Carlos Rodrigues e Adolfo Brazão não foram diretamente eleitos mas têm, aparentemente, os lugares assegurados na Assembleia.

Há 4 nomes da lista de eleitos do PSD-M que não deverão assumir o seu lugar no parlamento regional. São Eles, Miguel Albuquerque, Pedro Calado, Rubina Leal (?) e Rui Abreu (?). Estes dois últimos poderão assumir funções governativas, tal como os primeiros.

Assim, ficam abertas 4 vagas no grupo parlamentar que deverão ser assumidas pelos nomes que se seguem na lista. A saber, Eduardo Jesus (22.º da lista); Carlos Rodrigues (23.º); Adolfo Brazão (24.º); e Rafael Marques Carvalho (25.º). O 26.º é o ex-presidente da Câmara da Ponta do Sol, Rui Marques que fica “à espreita”.

Claro que estes “ajustes” só deverão ser feitos depois do “desenho” de coligação do novo Governo Regional.