“Liceu” dinamiza Projeto “Parlamento dos Jovens”

O “Liceu” promove o Projeto “Parlamento dos Jovens”,  uma iniciativa que visa incentivar os jovens estudantes à cidadania participativa.

O FN reproduz uma nota informativa remetida à Comunicação Social pelas coordenadoras do Projeto, Alzira Mendes e Andreia Almeida.

“Vivemos numa era em que os nossos alunos, constantemente bombardeados com informação, precisam desenvolver a capacidade de analisar essa mesma informação, numa perspetiva crítica e analítica, para, assim, poderem contribuir para a resolução de questões que afetam o presente e o futuro individual e coletivo. É necessário que os nossos jovens, tendo em conta a conjuntura atual, sejam capazes de argumentar na defesa das suas ideias, sempre com respeito pelos valores da tolerância e da solidariedade.

O programa Parlamento dos Jovens, aprovado pela Resolução n.º 42/2006, de 2 de junho, é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, de escolas do ensino público, privado e cooperativo do Continente, das Regiões Autónomas e dos círculos da Europa e de Fora da Europa e tem como propósito o debate de um tema que é proposto anualmente (o tema deste ano é Violência doméstica e no namoro: como garantir o respeito e a igualdade?) e apresentação de propostas / medidas sobre o mesmo.

Constituem objetivos do programa:

 Educar para a cidadania, estimulando o gosto pela participação cívica e política;

 Dar a conhecer a Assembleia da República, o significado do mandato parlamentar, as regras do debate parlamentar e o processo de decisão do Parlamento, enquanto órgão representativo de todos os cidadãos portugueses;

 Promover o debate democrático, o respeito pela diversidade de opiniões e pelas regras de formação das decisões;

 Incentivar a reflexão e o debate sobre um tema, definido anualmente;

 Proporcionar a experiência de participação em processos eleitorais;

 Estimular as capacidades de expressão e argumentação na defesa das ideias, com respeito pelos valores da tolerância e da formação da vontade da maioria;

 Sublinhar a importância da sua contribuição para a resolução de questões que afetem o seu presente e o futuro individual e coletivo, fazendo ouvir as suas propostas junto dos órgãos do poder político.

Após as sessões escolares e regionais, as atividades culminam com a participação numa sessão nacional, na Assembleia da República, onde será aprovada a recomendação final sobre o tema em debate.

Então:

– Se és um jovem consciente e preocupado com os problemas da nossa sociedade,

– Se gostarias de ter um papel ativo na resolução desses mesmos problemas,

– Se quiseres ser a voz dos que a não têm,

– Se pensas pela tua própria cabeça,

ESTE PROGRAMA É PARA TI!!

Junta-te a nós no PARLAMENTO DOS JOVENS e usa a tua voz para defender aquilo em que acreditas!”