“Há uma maior abertura mas ainda há pessoas com medo de represálias”, garante o PDR

PDR-ampanha 13 de setembro“É preciso acabar com as reformas de miséria. Reformas com valores que não dão dignidade a quem as recebe”. Esta foi a opinião de Filipe Rebelo, candidato do Partido Democrático Republicano às eleições regionais de 22 de setembro, manifestada hoje em acção de campanha.

Na rua, no contacto diário com a população mais envelhecida, são muitos os medos desta faixa etária. Medo de que a reforma não dê para a alimentação, medo de ficar doente e não ter dinheiro para os medicamentos… medos que são da responsabilidade dos governos nacional e regional.

“Não se pode continuar a pagar reformas milionárias a determinadas pessoas, a pagar subvenções políticas a pessoas que estão muito bem de vida, e andar a pagar reformas de 300 euros e bem menos aos muitos idosos”, pelo que proporcionar um envelhecimento com dignidade devia de estar no programa político de todos os partidos.

Filipe Rebelo disse ainda que “há pessoas com medo de expressar a sua opinião com medo de represálias. Há uma maior abertura, é verdade, mas há ainda muito para mudar na sociedade madeirenses”.

Regionais 2019

“Os governos deveriam proporcionar a estas pessoas uma série de cuidados e de benefícios gratuitos que permitisse atenuar os problemas das pensões ou reformas baixas. “A verba existe, podíamos mesmo criar um valor mínino de reforma para todos os portugueses, um valor digno. Falta é vontade política”.