CDU abre campanha apontando as desigualdades nas ultraperiferias do Funchal

CDU campanha 8 de setembro“Nas ultraperiferias do concelho do Funchal, a CDU abriu a Campanha Eleitoral com a afirmação de “um compromisso com as vítimas das profundas desigualdades sociais, com aquelas populações que lutam pelos direitos ao desenvolvimento”. Foi assim que a CDU comunicou, em nota enviada às redações, a sua ação de abertura da campanha para as eleições regionais de 22 de setembro.

Nas zonas altas do Funchal, nos lugares de ultraperiferia em São Roque, disse Edgar Silva que «a escolha destes lugares ultraperiféricos no concelho do Funchal assumem uma dimensão simbólica. Estar aqui no início da campanha quer dizer que com as vítimas das desigualdades sociais afirmamos a diferenciação do nosso projecto. E quer dizer também que, muito para além da campanha eleitoral, a CDU esteve, está e estará com estas populações na justa luta pelo direito ao desenvolvimento.»

Disse ainda Edgar Silva que «as populações em luta por justiça social, embora enganadas pelo PSD e pelo PS, embora desiludidas com a falsa mudança, nesta luta não pode vencer o desalento. As populações podem contar com a CDU para que um novo rumo seja possível.»

Regionais 2019

Sobre estas desigualdades sociais disse Edgar Silva que «estas ultraperiferias demonstram como um novo rumo é urgente para o desenvolvimento. As zonas marginalizadas e injustiçadas são o resultado de erradas políticas concretizadas quer pelo PSD, quer pelo PS. Na definição das prioridades para o investimento público, PSD e PS favorecem determinadas centralidades, deixando nas margens milhares de pessoas e localidades que se tornam ultraperiféricas porque nem as migalhas lá chegam do Orçamento.»