Albuquerque promete uma “direção regional de Juventude no próximo governo” e critica desarticulação do ensino superior com as empresas

Albuquerque entrega de certificados BAlbuquerque certificados CCerca de duas centenas e meia de jovens receberam hoje, na Quinta Vigia, certificados do programa Estágios de Verão, respeitantes ao mês de agosto, com a duração de 30 horas semanais. Com o presidente do Governo e o secretário regional da Educação presentes. E com uma garantia de Albuquerque de que o próximo governo terá uma direção regional de Juventude.

Estes estágios de verão constituem uma iniciativa da Secretaria Regional da Educação e visam “potenciar a aquisição de aptidões transversais ao nível social, académico e profissional dos estudantes universitários, em contexto real de trabalho, na área de formação que se encontram a frequentar”.

Este programa pretende “contribuir para a emancipação e afirmação dos jovens em termos de qualificação profissional, proporcionar uma experiência formativa capaz de fomentar o enriquecimento curricular, assim como promover a integração dos jovens no mercado de trabalho”, refere uma nota da presidência do Governo Regional.

Miguel Albuquerque reiterou a intenção de “manter e reforçar este projeto inovador. É muito importante este contacto que os nossos jovens têm com o mundo do trabalho. O ensino universitário, em Portugal, sofre de uma carência que é a falta de articulação com as empresas, sendo importante que os jovens possam contactar com a realidade da economia e o funcionamento do próprio mercado”.

O presidente do Governo garantiu que o programa será alargado, avançando que “no nosso próximo governo, a juventude terá uma direção regional”.

 

 

 

Podem candidatar-se ao programa Estágios de Verão os jovens que: estejam a frequentar o ensino universitário, em Portugal ou no estrangeiro, que confira o grau de licenciatura, mestrado ou doutoramento, ou a frequentar cursos de pós-graduação; tenham idade máxima de 30 anos, à data do início do estágio; tenham domicílio fiscal na Região Autónoma da Madeira; não se encontrem a exercer qualquer atividade profissional remunerada, independentemente do título ou qualificação do vínculo existente;

Em 2019 concorreram a este programa 832 estudantes, tendo tido colocação para realizar o seu estágio 683 candidatos, integrados em 529 entidades enquadradoras de natureza pública, privada sem fins lucrativos e empresas privadas.

Para além da experiência profissional e aquisição de competências, os jovens participantes no programa Estágios de Verão, têm direito a uma compensação monetária no valor de 500,00€ (quinhentos euros), um seguro de acidentes pessoais e um certificado de participação.