Instituições como a Misericórdia da Calheta devem ver devolvido 50% do IVA, diz Paulo Cafôfo

Cafôfo santa casaO candidato do PS-M a presidente do Governo Regional visitou, esta tarde, a Santa Casa da Misericórdia da Calheta, ocasião na qual abordou as políticas sociais e algumas medidas que defende nesta área.

Cafôfo defende que “estas instituições, além do apoio que já é dado, devem ter, no que diz respeito ao investimento e às obras que efetuam, a devolução de pelo menos 50% do IVA», adiantou o candidato socialista, frisando que se trata de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e que «não podem ser tratadas como outras entidades privadas, porque têm uma função social e uma função pública». Além deste apoio, Paulo Cafôfo considerou que é essencial aumentar a rede de residências assistidas, de lares, face ao envelhecimento da população”.

O candidato refere que “sempre que possível, gostaria que as pessoas pudessem ficar nas suas casas. «Para isso, precisamos de aliar a questão da saúde à questão social e, aí, termos uma bolsa de cuidadores que possam ir ao domicílio, mas também o apoio domiciliário noturno, coisa que hoje em dia não existe». O candidato reconhece que existem cuidados domiciliários e que chegam a muitas pessoas, mas frisa que quer que «efetivamente cheguem a todos». «Esse é um objetivo que temos nestas políticas sociais de trabalho em rede, que poderá resultar na melhoria da qualidade de vida da nossa população», sustentou.