Morte de André Bradford deixa Açores sem representante no Parlamento Europeu

BRADFORDO eurodeputado açoriano André Bradford, que tinha sofrido há pouco tempo uma paragem cardiorrespiratória, na sua casa, morreu esta quinta feira no Hospital Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada.

Bradford, de 48 anos de idade, tinha sido eleito nas últimas eleições europeias por indicação dos Açores. Era licenciado em comunicação social.

Com esta morte, os Açores perdem o seu deputado e quem entra é o candidato imediatamente a seguir, Isabel Carvalhais, tem 46 anos de idade e é doutorada em Sociologia, professora associada da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho. É independente.

No página oficial da Presidência da República, Marcelo afirma ser com “profunda consternação e ecomoção que o Presidente da República tomou conhecimento da morte tristemente prematura do deputado do Parlamento Europeu André Bradford, enviando à viúva e a toda a família enlutada as mais sentidas condolências”.