CDU quer medidas de controlo de emissões poluentes dos navios de cruzeiro na RAM

A CDU quer que sejam desencadeadas medidas estratégicas para defender o clima e salvaguardar o ambiente na Região. E considera que um dos focos de preocupante impacto ambiental, com incidências negativas nas alterações climáticas, é tudo quanto se reporta às emissões poluentes tendo como origem o tráfego de navios de cruzeiro.

Em 2017, a “Carnival Corporation”, a maior operadora de cruzeiros de luxo do mundo, terá emitido cerca de 10 vezes mais óxido de enxofre nas costas europeias do que 260 milhões de carros europeus, refere a CDU.

“De acordo com conclusões da Associação Zero, membro da FETA, as emissões dos navios de cruzeiro na costa portuguesa foram 86 vezes superiores às emissões da frota automóvel que circula em Portugal, tendo representado mais 10% do total das emissões nacionais de óxidos de enxofre. Estima-se que em relação à cidade de Lisboa o óxido de azoto dos navios de cruzeiro que passaram pela capital portuguesa emitiram quase o equivalente a “um quinto dos 374 mil veículos de passageiros que circularam na cidade”, refere esta força política.

A União Europeia, em defesa do ambiente e para acompanhar os impactos provocados pelos navios de cruzeiro, já implementou áreas de controlo de emissões nos mares do Norte e Báltico e no Canal da Mancha, recorda a CDU.

“Os portos na Região Autónoma da Madeira e no conjunto das ilhas do Atlântico são especialmente relevantes para as rotas dos navios de cruzeiro. E a Madeira e o Porto Santo procuram apostar na economia turística associada ao tráfego de navios de cruzeiro. Atendendo aos impactos para as alterações climáticas, justificam-se medidas inadiáveis para a defesa da qualidade ambiental nesta região atlântica. Em relação aos navios de cruzeiro, importa estipular limites de emissão zero nos navios nos portos da Região Autónoma da Madeira”, refere um comunicado da CDU.

Ainda em relação às emissões poluentes decorrentes do tráfego de navios de cruzeiro, a CDU, através dos seus Deputados no Parlamento Europeu, já formalizou, através de pergunta à Comissão Europeia, se está ou não a ser equacionada a ampliação das áreas de controlo de emissões, actualmente em vigor apenas no norte da Europa? A CDU pretende ainda saber junto da Comissão Europeia se está prevista alguma proposta visando limites de emissão zero nos navios nos portos da UE.