Confraria Enogastronómica da Madeira levou vinho de mesa da Madeira à Finlândia

A Confraria Enogastronómica da Madeira apresentou-se no Concurso Internacional de Vinhos, na Finlândia, com os vinhos tranquilos do produtor Octavio Ferraz, o “Palmeira e Voltas” (branco) de 2017  e  “Xavelha” (tinto) de 2013.
Estes “novos Madeira” despertaram muita curiosidade e foram muito apreciados pelos presentes, em particular o tinto.
A competição organizada pela F.I.C.B. – Federação Internacional de Confrarias Báquicas terminou ontem, 8 de junho, com um jantar de gala que reconheceu como grandes vencedores desta primeira edição o vinho branco Dubicz Matrai Olasrizling Barrique – 2017 da Hungria e o tinto Castello di Meleto Chianti Classico DOCG – 50th Anniversario Viticola – 2016 de Itália.
Na competição de avaliação da capacidade de identificação das diferentes castas, venceu John J. Alt de Virginia, Estados Unidos na categoria de “connoisseurs” e Kathleen Burk de Londres, Reino Unido na categoria profissional.
A Confraria Enogastronómica da Madeira regressa a casa com um saldo extremamente positivo, firmando os vinhos tranquilos madeirenses perante um plateia mundial especializada, garantindo vinda do presidente da Federação Internacional a Ilha da Madeira já no próximo ano no âmbito do XX Grande Capítulo que irá realizar-se entre 24 e 27 de Abril de 2019 com vista ao desenvolvimento de futuros eventos em conjunto.
De notar que para além da Madeira, apenas esteve presente por Portugal a Confraria do Vinho do Porto, que brindou os presentes em extra concurso com um Tawny – 20 anos da Quinta da Boeira como aperitivo para o Congresso da Federação Internacional dos Vinhos que terá lugar no Porto em 2022.