Morreu o escritor António Castro

Foto DR.

A notícia foi divulgada esta manhã pelo seu amigo Rui Caetano, nas redes sociais.

O escritor António Castro “partiu em busca do mistério que mora no outro lado do horizonte. Foi viajar por dentro da magia do tempo que já não é nosso”, revela Rui Caetano.

Os livros e a escrita eram a sua felicidade. Com o projeto “Arquipélago de leitura”, percorreu quase todas as escolas do primeiro ciclo a falar de livros, de leitura e de cultura.

Ainda há poucos dias esteve na Feira do Livro do Funchal.

António Castro era professor, escritor, poeta.

António Manuel Antunes de Castro nasceu em Luanda em 1959 e reside no funchal desde 1982. Licenciado em história, possui o Diploma Superior de Língua Francesa e o Curso de Língua e Cultura Italiana. Foi aluno da Faculdade de letras do Porto, da Universidade Italiana de Perugia, do Instituto Italiano, do instituto Português do Porto e da Escola Superior de Educação João de Deus, onde obteve pós graduação em Gestão administrativa escolar. É Professor de Português e História e nos últimos anos tem estado destacado na Divisão de Educação do Município do Funchal. António Castro, publicou o seu primeiro Livro: « Poemas» aos catorze anos de idade, contando já com quase três dezenas de obras publicadas. Para além da participação em Antologias e outras obras colectivas (em Lisboa, em Itália e na Madeira).
A sua poesia foi publicada em Itália (colecção Orchidee), País onde foi galardoado com três Prémios Literários (1989, 2000 e 20129) e está traduzido em Língua Francesa.A sua escrita percorre a poesia, o conto, a crónica, o romance e a Literatura infantil. É autor de letras para canções, tendo participado em diversos festivais em Portugal e na Europa, nomeadamente o “Zecchino d´ Oro” (Itália), o “Canzoni dal Mondo” (Itália) e o “Ti amo” (Roménia). Recebeu vários prémios de “melhor letra” em Portugal, Itália e Roménia. Na R.A.M. foi autor da letra de várias canções vencedoras do Festival da Canção Infantil da Madeira e do Festival da Canção do Faial (Açores).
Desenvolve actividades de promoção do livro e da leitura. acredita ser possível e desejável o desenvolvimento de projectos Literários comuns no âmbito da Literatura em Língua Portuguesa.
“Da minha Rua…chego até à Lua”, é o seu livro mais recente e a sua trigésima Publicação”.
Segue-se a lista das Obras Publicadas pelo Escritor:
«Poemas», 1974
«Cântico Poético», 1983
«Ser Criança», 1988
«Mar Amor Ilha», 1989
«Viaggio all’Amore Universale», 1989
«Contos», 1990
«Cantamos para ti», 1991
«História em histórias», 1992, com Pedro Rebelo
«histórias com História» , 1992, com Maria Elisa de França Brazão
«Calheta – Roteiro Turístico e Cultural», 1993, com Maria Elisa de França Brazão
«Calheta – Natureza em Fascínio», 1999, com Maria Elisa de França Brazão
«Já não há trapos… E os velhos não existem…», 1999, com Maria Elisa de França Brazão
«Santa Cruz – Voos de asa…na Ilha», 2000, com Maria Elisa de França Brazão
«Santa Cruz – Vols d’aile… sur l’Île», 2000, com Maria Elisa de França Brazão
«No Baú da Criação», 2002, com Maria Elisa Brazão e Maria Hiolanda Vieira
«Novas histórias com História», 2004, com Maria Elisa de França Brazão
«Mala de Aprendizagem: Manual de Língua e Cultura Portuguesas», 2006, com outros autores
«Maior do que a Lenda», 2008
«Livro de Todos: O Mistério do Texto Roubado», 2008, com autores brasileiros
«Leituras Soltas», 2008, com outros autores
«Funchal, uma promessa de Vida», 2010
«Água, Passaporte para a Vida», 2010
«Uma Amizade com Asas», 2010
«Banda Recreio Camponês – A Memória de 100 Anos em Concerto Intemporal», 2010, com Silvina Serrão
«Lendas da Madeira para Crianças», 2011, com outros autores
«A Fogueira Dorme na Bruma», 2011
«SPM: 30 Anos em Defesa da Classe Docente», 2012, com Elisa Brazão
«Na Asa da Ilha…», 2012
«No Reino dos Penteados», 2012
«Da Minha Rua… Chego até à Lua», 2013