E quando as crianças são “más” para comer

 

No dia 1 de Junho festeja-se o dia da criança, que são sem dúvida o melhor do mundo, mas às vezes podem virar o mundo dos pais do avesso, quando são “más” para comer!

Porque não querem a sopa, porque não gostam das verduras, porque não lhes apetece mais (ainda mal começando a refeição) …

O que podemos fazer, para que as refeições não se tornem momentos de verdadeira tortura?

  1. Variedade:

Desde a mais  tenra idade as crianças devem provar todos os alimentos, para que estejam aptas a aceitar novos sabores e texturas.

 

  1. Legumes e verduras, sempre!

Todas a refeições principais (almoço e jantar) devem ter verduras, legumes e/ou saladas para que não sejam uma novidade e sim um hábito!

 

  1. Comer o “mínimo por cortesia”; alguém teve o trabalho de cozinhar, por isso, como cortesia e boa-educação deverá ser provada e ingerida uma boa parte de toda a refeição servida (por exemplo, 6 colheres de sopa serão sempre obrigatórias)

 

  1. Pensar na comida:

Comer intencionalmente, sentados à mesa, sem outras distracções. Conversar em família e manter a TV e outros artigos electrónicos como tablets e smartphones desligados e longe da mesa.  (Esta regra tem de valer para toda a família).

Este momento também poderá ser usado para organizar as refeições futuras.