Votação para as europeias com fraca adesão matinal e dúvidas num pacote com 6 boletins em falta

Fraca afluência às urnas no período inicial da votação, nesta manhã. Fotos FN.

Logo após a abertura das urnas, pelas 08h00, e durante as duas horas seguintes, o afluxo dos eleitores às urnas foi bastante reduzido, o que de certa forma foi sendo explicado pelo facto de ser domingo e muitos eleitores preferirem cumprir o seu dever mais tarde.

Número de boletins inscrito no pacote, 1278, não correspondia, inicialmente, à contagem, faltando apurar 6 boletins.

Na Câmara Municipal do Funchal, os funcionários da Assembleia de Voto da Sé zelavam pelo bom funcionamento do ato eleitoral, conferindo boletins e registos. O FN pôde constatar, na mesa 2,  um dado curioso: num dos pacotes, número inscrito de boletins (1278 boletins) não coincida com a contagem, que só apurou 1272 votos. Mais trabalho para apurar os seis boletins em falta, mas, ao que nos foi referido, a manter-se a disparidade, a mesma seria relatada em ata.

Para alguns funcionários, é normal o pacote indicar um número e conter outra quantidade de boletins, embora outros abanassem negativamente com a cabeça. Minutos depois, a responsável pela secção explicava que tudo estava normalizado, ao mesmo tempo que outro funcionário afirmava que continuava a verificação do número correto de boletins.

Os eleitores, de forma tranquila e ordeira, cumpriam o seu dever cívico sem comentários, preferindo apenas saudar os rostos conhecidos à boca das urnas.

https://www.facebook.com/funchalnoticias/videos/2277618722479359/

Por outro lado, nesta secção de voto, assim como na Escola Secundária Jaime Moniz, o FN pôde verificar que o facto de ter sido dispensado o cartão de eleitor, em favor do cartão de cidadão não motivou nem equívocos nem atrasos no ato eleitoral. Os eleitores já tinham conhecimento da mudança e vinham já com o cartão de cidadão em punho para o seu voto.