CDU foi a Câmara de Lobos denunciar pobreza, trabalho precário, agravamento da crise…

CDU iniciativa 20 de maio 2019O candidato da CDU ao Parlamente Europeu, Ricardo Lume, esteve ao longo do dia, no concelho de Câmara de Lobos para denunciar as consequências das medidas neoliberais e de austeridade que foram e têm sido impostas ao País e à Região pela União Europeia, que estiveram na origem e no agravamento da crise económica e social, e conduziu ao aumento do trabalho precário, da pobreza e da emigração.

Ricardo Lume revela que “os dados estatísticos mais recentes apontam que 31,9% da população da Região Autónoma da Madeira encontra-se em risco de pobreza, são cerca de 81 mil madeirenses que não têm rendimentos suficientes para dar resposta às suas necessidades básicas. Esta situação torna-se mais grave quanto constatamos que 40% das pessoas que vivem no limiar da pobreza são trabalhadores, ou seja, mesmo trabalhando 8 ou mais horas por dia o salário que levam para casa é insuficiente para fazer face às necessidades mais básicas”.

Europeias 2019

“Para se ter a verdadeira noção da evolução da distribuição da riqueza no nosso país, no qual actualmente 1% da população detém cerca de 25% da riqueza nacional e 5% da população acumula quase 50% da riqueza nacional, importa recordar que em 1975, fruto da Revolução de Abril e da consequente valorização dos salários, 72,3% da riqueza nacional ia para salários e 27,7% do rendimento nacional eram distribuídos como rendimentos de capital. Actualmente, fruto da política executada por sucessivos governos, os salários apenas representam37,8% da riqueza nacional e os rendimentos de capital acumulam 62,2% da riqueza nacional”, refere o candidato.