PS e PSD lado a lado a um mês das eleições europeias, Bloco de Esquerda em terceiro lugar

Sondagem dá 30,3% ao PS e 28% ao PSD. A um mês das europeias.

Uma sondagem revelada hoje, para o Jornal de Notícias e TSF, dá conta de um empate técnico entre PS e PSD tendo em vista as eleições europeias de 26 de maio, estamos precisamente a um mês do primeiro dos três atos eleitorais que 2019 reserva. Os números, que há dois meses apresentavam uma clara vantagem socialista, são agora menos favoráveis para o PS, sobretudo depois da divulgação das nomeações de familiares, uma situação a que os portugueses foram sensíveis e que, povavelmente, tem reflexos nos estudos e sondagens posteriores.

No caso desta, o PS ainda está à frente das intenções de voto, com 30,3%, mas o PSD aproximou-se e está, agora, com 28%, o que na prática se traduz num empate técnico, havendo a possibilidade de conseguirem eleger entre 7 e 8 eurodeputados. O Bloco de Esquerda, que tem Marisa Matias à cabeça e no caso da Madeira com Rui Ferrão a representar a Região, surge no terceiro lugar com 11,3%, seguindo-se o CDS/PP (7,6),m com Nuno Melo como número 1 e Margarida Pocinho pela Madeira e a CDU (6,5%), com João Ferreira como número 1 e Ricardo Lume pela Madeira.

Recorde-se que, tanto o PS como o PSD, pela sondagem, permitem a eleição dos representantes madeirenses, no caso Sata Cerdas e Cláudia Monteiro de Aguiar, respetivamente, sendo que os socialistas têm Pedro Marques como cabeça de lista e os sociais democratas têm Paulo Rangel.

Apesar de estar a melhorar os resultados, o PSD, se confirmar nas urnas este resultado de 28%, será o pior conseguido a concorrer isoladamente nas europeias, mas melhor do que aquele alcançado em coligação com o CDS /27,7%).

Nesta sondagem da Pitagórica para JN e TSF, regista-se que há 26% de indecisos e os restantes partidos, os mais pequenos, não elegem qualquer eurodeputado.