Paul da Serra será reflorestado com 23 mil plantas e solos escavados da construção da barragem

Segundo informa a Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, decidiu-se recuperar o Paul da Serra reutilizando os solos escavados do local da construção da barragem hidroeléctrica do concelho da Calheta. Assim, serão reflorestados 28 hectares com espécies indígenas, como cedros da Madeira, urzes, estreleira, massarocos e faias das ilhas. A valorização estende-se por 28 hectares, mais do dobro da área ocupada pela barragem, refere uma nota, que acrescenta que no Paul, fruto de muitos anos de pastoreio desregrado os solos são pouco espessos e pedregosos dificultando a reflorestação e a regeneração natural da zona.

Serão utilizadas 23 mil plantas na recuperação biofísica do Campo Pequeno, no Paul da Serra, “numa intervenção que permite valorizar os materiais sobrantes da construção da barragem do Pico da Urze, contribuindo para compensar os impactos negativos da fase de construção”.

Esta recuperação possibilitará, assim, o coberto vegetal indígena de zonas degradadas do Paul da Serra, contribuindo para aumentar a infiltração e reduzir a erosão, diz a SRARN.