Festa da Flor de novo em quatro semanas, com o maior cortejo de sempre e envolvendo mais de 5 mil pessoas

“Madeira – 600 anos na rota da Flor”. É este o tema central daquele que é um dos eventos mais procurados na Região, cartaz turístico marcante para a Madeira, que este ano se junta às comemorações alusivas aos 600 anos do Descobrimento das ilhas. Pela segunda vez, decorre em quatro semanas, de 2 a 26 de maio, com um vasto programa para residentes e visitantes, sendo que de acordo com o que foi divulgado hoje, em conferência de imprensa de apresentação do programa, a taxa de ocupação hoteleira para o primeiro fim de semana, anda por volta dos 90 por cento, segundo uma sondagem feita a 16 de abril que dava 84% de ocupação global. Nova sondagem será feita mais próximo do evento.

Ao todo, o evento tem uma envolvência de 5.166 Pessoas (cerca de mais 1.100 face a 2018),1.966 no Cortejo Alegórico, 1.300 no Muro da Esperança e 550 Pessoas no Muro da Solidariedade

Relativamente a outros números, os que envolvem custos, a secretária regional do Turismo, Paula Cabaço, avançou que “as primeiras estimativas apontam para que a Festa da Flor 2019 ronde um montante na ordem dos 600 mil euros, num acréscimo de cerca de 100 mil euros face ao ano passado, aumento relacionado quer com o enriquecimento do Cortejo Alegórico quer de toda a animação que foi necessária assegurar, ao longo da Festa”.

Os momentos altos desta Festa da Flor 2019, aponta para o Muro da Esperança a 4 de maio pelas 10 horas, na Praça do Município, enquanto no dia seguinte, a 5 de maio, domingo, pelas 16 horas, haverá o coretejo alegórico, o maior de sempre na Região, com 14 grupos, mais 3 dos que em 2018, envolvendo 1966 participantes. mantém-se o itinerário do ano passado, saindo da Praça da Autonomia em direção à Rotunda Harvey Foster. Os Carros Alegóricos que integram o Cortejo ficarão em exposição, nas imediações da Praça do Povo, até às 18.00 horas do dia seguinte (6 de maio).

No dia 10 de maio, haverá a cerimónia do Muro da Solidariedade, na Praça do Povo, integrando a participação de utentes de várias instituições de solidariedade social.

No segundo fim de semana do evento, a 11 de maio pelas 18 horas, acontece o projeto Madeira Flower Collection, na Praça do Povo, um desafio lançado à Associação de Jovens Empresários Madeirenses e que envolve dez criadores/estilistas regionais, dois deles, Diogo Monteiro e Cláudia Faria, selecionados por concurso visando a descoberta de novos talentos. Os restantes são Henrique Teixeira, Sara Gomes, Hugo Santos, Karla Vieira, Lúcia Sousa, André Pereira, Sandra Vieira, Mariana Sousa e Micaela Oliveira. Cada estilista ficou responsável pela criação de 3 coordenados.

Entre 16 e 19 de maio, estão previstos concertos da flor, mais dois do que em 2018, alguns dos quais irão ter lugar, pela primeira vez, em jardins fora do Funchal. O programa prevê:

16 de maio – 19h00 – no Jardim Quinta das Cruzes com os Black & White Dixieland Jazz Band

17 de maio – 19h00 – no jardim da Quinta Vigia com o grupo Baroque Ensemble (OCM)

18 de maio – 17h00 – no jardim das Grutas e Centro de Vulcanismo de São Vicente com a Banda Municipal do Funchal e Triova Voices

19 de maio – 17h00 – no jardim do Parque Temático com a Orquestra Imperatriz Sissi e os Prestige Dance Club.

No último fim de semana, a 25 de maio, tem lugar o Madeira Classic Revival, na Praça do Povo, numa niciativa organizada pelo Clube de Automóveis Clássicos da Madeira. termina com a Rampa dos Barreiros, a 26 de maio.

Do programa global, constam, também, os tapetes florais ao longo da Avenida Arriaga e na Rua Doutor António José de Almeida (junto à ALRAM), bem como o Mercado das Flores e Sabores Regionais, que conta com a presença de stands destinados à venda de flores e à comercialização de produtos regionais ligados à gastronomia e ao artesanato, com 19 casinhas, mais uma dos que em 2018.

A animação estará a cargo de grupos de folclore dos concelhos do Funchal, Santa Cruz, Câmara de Lobos, Ponta do Sol, Machico, Santana e Ribeira Brava.Dezoito grupos garantem 30 atuações, mais 6 atuações que em 2018, durante o período da Festa.

A 4, 5, 11, 12, 18 E 19 de maio, acontecem os  Ateliês para crianças, com pinturas faciais e outras atividades, estando também agendada a exposição do Bordado Madeira e do Artesanato regional. A  43ª Exposição da Flor – Pavilhão da Flor na Praça do Povo, numa organização da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas, é sempre atrativo para residente e turistas.

O programa hoje divulgado inclui a IV Marcha/Corrida da Solidariedade para a Inclusão, a 10 de maio pelas 19 horas, nas Avenidas do Mar e das Comunidades Madeirenses e Francisco Sá Carneiro.

Grupos do Cortejo Alegórico

 

    • Inspiração nas flores – coleção única e inédita.
    • Estilista convidada nacional: Micaela Oliveira (seguida por mais de 20 mil pessoas nas redes sociais).
    • “Seis Séculos em flor” – João Egídio Rodrigues
    • “Joia” – Isabel Borges
    • “Sonho de Criança” – Associação de Animação Geringonça
    • “Ilha, Portal Encantado” – Turma do Funil
    • “A Valsa das Flores” – Associação Fura Samba
    • “A Viagem das Flores” – Associação Cultural Império da Ilha
    • “Ao Sabor do Vento” – Sorrisos de Fantasia
    • “La Dolce Vita” – Associação ANIMAD
    • “O Circo” – Escola de Samba Caneca Furada
    • “Para falar das flores: A exuberância colorida do cortejo das flores” – Associação Tramas e Enredos
    • “O Jardim Encantado” – Dance Flavourz by Francis Cardoso
    • “Éden do Atlântico” – Fitness Team
    • “Ilha da Fantasia” – Santos da Festa
    • “A Lenda de Machim – A Flor de Amor” – Sweet Dancers