Helder Spínola diz que a Madeira está a arder há 600 anos

“Diziam que a Madeira ardeu 6 anos, na verdade está a arder há 600 anos. Só a partir do momento em que os incêndios vieram até às casas das pessoas (mato à volta delas) é que na Madeira começou a haver uma real preocupação. Quando era só na serra (1979) ninguém ligava muito, e esses foram os piores para a floresta”.
A constatação é de Hélder Spínola que hoje proferiu uma conferência sobre “A floresta, a água e a segurança da população”, no espaço Paulo Martins, a convite do Bloco de Esquerda (BE).
Segundo o orador, os anos vistos como maus para todos não foram os anos piores para a floresta da Madeira. É no fim do inverno e começo da primavera que temos que começar a agir.
Quais as soluções: Zonas alternadas, compartimentar a paisagem, gado em sítios específicos, onde não façam mal, aumentar a resiliência aos incêndios e as invasoras ocupando o território de forma compartimentada.
“Temos de ter a capacidade de explicar e de entender o melhor para todos só assim é que vamos lá. O território tem a regra o primeiro que chega invade, por isso temos que agir”, revelou.