Governo Regional reforça programas de apoio às empresas em 2019 e Albuquerque remete concurso do novo Hospital para o final do ano

Albuquerque incentivos A
Albuquerque entregou pagamentos a empresas, no valor de 2,39 milhões de euros.

Foram 2,39 milhões de euros que Miguel Albuquerque entregou, hoje, no âmbito dos apoios ao abrigo dos sistemas de incentivos que, na globalidade, abrangem todos os concelhos da Região. Um momento para uma outra informação crucial: depois de ter afirmado que o concurso do novo Hospital seria lançado esta semana, Albuquerque disse, agora, que esse mesmo concurso será lançado até final do ano.

Voltando aos apoios, até hoje, no contexto do Quadro 14-20, foram aprovados 2.934 projetos e criados 1.166 novos postos de trabalho. sendo que, especificamente hoje, foram concretizados pagamentos no valor global de 2,39 milhões de euros, 2,03 milhões de euros de comparticipação comunitária e 359 mil do Orçamento da Região.

O presidente do Governo Regional começou por alertar para a circulação de boatos, referindo-se a informações que “falsamente” dão conta que os programas, Funcionamento e Investimentos irão sofrer alterações, reduções. “Quero deixar claro que não existirão reduções nesses programas, antes pelo contrário, o Governo Regional irá reforçar as componentes de apoio às empresas regionais”.

Albuquerque fez questão de lembrar o crescimento económico da Madeira, superior ao nacional, e apontou, para 2019, o investimento de 650 milhões de euros de investimento global. O Governo vai reforçar, a par dos privados, a componente do investimento”, referindo que uma das obras decisivas será o novo Hospital, cujo concurso será lançado no fim deste ano”, uma nova meta depois do presidente do Governo ter afirmado que esse mesmo concurso seria lançado esta semana.

Recorde-se que, a este propósito, o processo está na secretaria regional dos Equipamentos e Infraestruturas, que ainda esta semana divulgou o vídeo sobre o novo hospital, estando a seu cargo a componente jurídica do processo depois do mesmo ter saído da secretaria da Saúde em Outubro.