Novo comandante do RG3, Paulo Figueiredo, tomou posse; coronel Vaz é agora segundo comandante da ZMM

O comandante operacional e da ZMM, general Carlos Perestrelo, dá as boas-vindas.
O Regimento de Guarnição nº 3 (RG3) é agora comandado pelo coronel Paulo Figueiredo. O coronel Paulo Vaz, que até agora desempenhava aquelas funções, passa a segundo comandante da ZMM. A cerimónia de tomada de posse nas suas novas funções de comando decorreu hoje no RG3, na presença de altas autoridades civis e militares. Paulo Figueiredo prometeu “ser intransigente no cumprimento do dever” mas ao mesmo tempo desenvolver todos os esforços para recompensar a dedicação dos militares sob seu comando.
Paulo Figueiredo nasceu em 1964, em Santa Maria, nos Açores. Ingressou na Academia Militar em 1984, tendo-se licenciado em Ciências Militares e Infantaria, que é a arma que escolheu. Esteve na Madeira, no antigo RIF, entre os anos de 1989 e 2001. Desempenhou tarefas em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente na Bélgica e nos EUA,  e também no Comando da ZMM e no Comando Operacional da Madeira. Tendo o curso de Estado-Maior do Instituto de Altos Estudos Militares, é também licenciado em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica. Possui nove louvores.
Também hoje, antes da posse de Paulo Figueiredo, tomou posse no QG da ZMM o coronel Paulo Vaz, também da arma de Infantaria, como segundo comandante da Zona Militar da Madeira.
A apontar para o alvo: coronel Paulo Vaz. (foto Rui Marote)

Paulo Raul Chéu Gaspar Guedes Vaz, nasceu a 8 de Setembro de 1966 em Mirandela, distrito de Bragança. Foi promovido ao actual posto a 19 de Setembro de 2016.

Ingressou na Academia Militar em 1984, tendo concluído a licenciatura em Ciências Militares (Arma de Infantaria) e ingressado no Quadro Permanente em 1989.

Dos vários cursos que possui no âmbito de especialização e promoção destacam-se os Cursos de Métodos de Instrução, Operações Irregulares, Oficial de Tiro, Vigilância e Contra Vigilância do Campo de Batalha, Formação de Formadores, Instrutor e Mestre de Esgrima e Combate Corpo a Corpo, Ligação e Observação Militar, Nato Lessons Learned Staff Officer, Nato Crisis Response System e ainda o Curso de Estado-Maior, o qual frequentou no então Instituto de Altos Estudos Militares em 2000/2002.

É ainda licenciado em Gestão, pela Universidade Autónoma de Lisboa e possuidor de várias formações em Contabilidade e Análise de Balanços.

Ao longo da sua carreira prestou serviço na Escola Prática de Infantaria; no Regimento de Infantaria do Porto; no Centro Militar de Educação Física e Desportos; na Escola de Sargentos do Exército, no Estado-Maior do Exército, na Direcção-Geral de Politica e Defesa Nacional, no Comando Operacional das Forças Terrestres posterior Comando das Forças Terrestres, exercendo as mais diversas funções de comando e estado-maior, e no RG3.

Entre 2003 e 2004 desempenhou uma missão em Angola, no âmbito da cooperação técnico militar como assessor do projecto de Apoio ao Ministério da Defesa e Estado-Maior General das Forças Armadas e em 2006, na Bósnia e Herzegovina, nomeadamente em Derventa, comandou, no âmbito da European Union Force Althea (EUFOR Althea), a Liaison and Observation Team House 3.

Participou em diversos exercícios nacionais e internacionais, bem como reconhecimentos e grupos de trabalho que contribuíram para a Full Operational Capability das forças portuguesas inseridas na Nato Response Force 7, aquando da realização do exercício conjunto e combinado SteadFast Jaguar; para a projeção do primeiro contingente nacional para o Afeganistão e ainda para a operacionalização nacional do Nato Crisis Response System.

Possui doze Louvores dos quais um concedido pelo General Chefe do Estado-Maior do Exército, sete por Oficiais Generais, um pelo Diretor-Geral de Política e Defesa Nacional e três por outras Entidades.

Possui ainda duas medalhas Comemorativas das Comissões de Serviços Especiais das Forças Armadas, medalha da União Europeia, medalhas de comportamento exemplar graus prata e ouro, medalha da Defesa Nacional, medalha D. Afonso Henriques e ainda medalhas de Mérito Militar 2.ª e 3.ª Classes.

Tem dois filhos, Francisco Jorge e Pedro Raul.