Exposição em Câmara de Lobos para assinalar a Declaração Universal dos Direitos Humanos

A edilidade camaralobense assinala com uma exposição as Comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, bem como os 40 anos da ratificação portuguesa da Convenção Europeia dos Direitos Humanos. A mostra, que estará patente a partir do dia 9 de Novembro nos Paços do Concelho, surge subordinada à temática “Livres e Iguais”.

A exposição resulta de um desafio lançado às entidades públicas, privadas, associações e IPSS`s locais para que criassem um trabalho, preferencialmente com recurso a materiais recicláveis, subordinado ao tema dos Direitos Humanos, e estará patente ao público entre os dias 9 e 16 de Novembro, no átrio de entrada da Câmara Municipal.

Constituída por sete trabalhos, desde a escultura à pintura, esta é uma iniciativa que pretende envolver a comunidade, promover a participação activa dos cidadãos e estimular para a reflexão e debate sobre a importância, intemporal, dos Direitos Humanos.

A sessão de abertura está marcada para o dia 9 de Novembro, pelas 14h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, e será presidida por Vanessa Azevedo, vereadora com o Pelouro da Intervenção Social e dos Recursos Humanos. Haverá uma sessão informativa, aberta a toda a comunidade, com prelecção de Marco Teles, responsável pelo Centro de Informação Europe Direct Madeira (CIEDM), subordinada ao tema Declaração Universal dos Direitos Humanos.

No âmbito de uma parceria entre a Câmara Municipal de Câmara de Lobos e a Escola Superior de Enfermagem São José de Cluny, decorrerá ainda apresentação da primeira parte do estudo de “Caracterização do Nível de Dependência e Qualidade de Vida dos Idosos das Zonas de Maior Vulnerabilidade Social do Concelho de Câmara de Lobos”, por Luísa Santos, docente da Escola Superior de Enfermagem S. José de Cluny. Serão apresentados os resultados do levantamento que decorreu na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos em finais de Abril de 2018, considerados fundamentais para implementar medidas de intervenção social junto dos cidadãos seniores do concelho.