Funchal reabilita fontanário da Rampa do Cidrão e Miguel Gouveia pede “zelo pelo património municipal”

Fontanário Rampa do Cidrão
Fontanário da Rampa do Cidrão tem 115 anos.

A Câmara Municipal do Funchal qanunciou hoje que procedeu à “reabilitação e restituição do fontanário centenário da Rampa do Cidrão, após ter sido danificado no verão passado, pela segunda vez”.

O vice presidente da Autarquia apela ao “zelo pelo património municipal, especialmente em estruturas com valor histórico para a cidade do Funchal”.

Miguel Gouveia diz que “o fontanário, que conta já 115 anos de vida, edificado em 1903, faz parte do legado histórico funchalense”, destacando o trabalho dos serviços camarários da Divisão de Edifícios e Equipamentos, que realizaram a “reparação integral das fissuras do fontanário e procederam a uma nova pintura. A estrutura foi igualmente reforçada, na tentativa de evitar situações idênticas num futuro próximo, resultando num trabalho de reabilitação minucioso e profundo.”