Bloco de Esquerda critica obra privada cuja derrocada interrompeu a estrada na Ribeira Brava

O Bloco de Esquerda esteve hoje na Ribeira Brava, junto ao local onde uma derrocada numa obra particular interrompeu a estrada regional, para dizer, pela voz de Paulino Ascensão, que “vivemos tempos em que os privados é que mandam”.

O dirigente bloquista criticou o facto de “governos e câmaras municipais” estarem em seu entender, “subordinados aos interesses privados”.

“Se surge um investidor com uma ideia, por mais estapafúrdia que seja, todas as facilidades são abertas”, asseverou. Na Ribeira Brava, Paulino Ascensão disse que o investimento junto ao qual se encontrava “foi interrompido porque correu mal, porque não foram avaliados correctamente os riscos, e provavelmente esta construção nesta zona nunca deveria ter sido realizada, e agora, que o mal está feito, soubemos que o Governo Regional se prontificou a acudir, para repor as condições normais de operacionalidade das estradas, interrompidas por esta derrocada (…)”.