PSD-M exige alargamento à Madeira, como prometido, do passe sub23

A deputada social-democrata Josefina Carreira reivindicou hoje em nome do seu partido o cumprimento, por parte do Governo central, do passe sub-23 na Madeira. A parlamentar referiu que, apesar de o Governo da República ter assumido o compromisso de alargar o passe sub23 à Madeira, “a verdade é que, até hoje, nada fez” para a implementação deste apoio aos estudantes universitários e “perdeu mais uma oportunidade para o fazer com a proposta de Orçamento do Estado para 2019”.

Os sociais-democratas madeirenses consideram que tal demonstra a “insensibilidade deste Governo da António Costa para com os estudantes universitários da Madeira”. Declarações produzidas após uma reunião do grupo parlamentar do PSD-M com a Associação Académica da Universidade da Madeira.

Josefina Carreira salientou que, embora o ensino superior seja da competência da República, “o Governo Regional coloca, em primeiro lugar, os interesses dos estudantes, veio substituir-se ao Estado e está a assegurar a implementação do passe sub 23, num investimento de meio milhão de euros, ou seja, se não fosse o Governo Regional, numa acção que não é da sua responsabilidade, os estudantes na Madeira continuariam sem acesso a este passe.”

O grupo parlamentar do PSD já deu entrada de um projecto de resolução que exige o cumprimento por parte do Estado do compromisso assumido.