PS acusa PSD de fugir ao debate sobre apoios aos bananicultores e sobre as pescas

Os deputados do PS-Madeira alertaram hoje, numa conferência de imprensa, para o facto de muitos bananicultores que viram as suas produções afectadas pelas intempéries de Fevereiro e Março ainda não terem recebido as compensações pelas perdas que tiveram.

O deputado socialista Avelino Conceição recordou que o secretário regional da Agricultura e Pescas, por várias vezes, disse publicamente que o problema já estava resolvido ou que se ia resolver logo a seguir. Mas “estamos em Outubro e muitos bananicultores ainda não receberam as devidas compensações”, apontou.

O parlamentar quer também saber se o levantamento das perdas que os bananicultores tiveram se estendeu a toda a Madeira, até porque diz ter conhecimento que há concelhos, nomeadamente Santa Cruz e Machico, onde “ninguém da Secretaria ou de outro organismo qualquer se chegou a perguntar se havia perdas nessas plantações”.

“São dúvidas que nós tínhamos para colocar ao senhor secretário, mas o PSD não autorizou” a audição parlamentar solicitada pelo PS, disse, acrescentando que “o PSD está a fugir ao debate destas questões que afectam os bananicultores”.

Por outro lado, Avelino Conceição abordou também a questão das pescas e pergunta a Humberto Vasconcelos por que é que a quota do atum patudo foi aberta e fechada horas depois. “Achamos estranho, porque quando é atingida a quota, se se abre novamente para a descarga de novo peixe, nós podemos ficar prejudicados nas quotas futuras, como parece que está a acontecer”, advertiu.

O deputado deu conta também que quando o porto do Caniçal foi construído havia cinco gruas para descarga de pescado e que, neste momento, existem apenas duas, uma das quais avariada. “Queríamos perguntar ao senhor secretário onde estão as outras três gruas e quem deu autorização para que fossem levantadas daquele espaço”, questionou. O PS quer também saber o porquê do adiamento da reconstrução da lota do Funchal.

Por fim, Avelino Conceição lamentou que responsáveis do Executivo tenham ido “para a televisão ameaçar os açorianos e dizer que para o próximo ano não iam passar as licenças habituais que são passadas para as embarcações açorianas”. “Lamentamos esta atitude, porque a maioria das embarcações açorianas são ocupadas por tripulantes de Machico e do Caniçal” e “isto só vem prejudicar novamente os pescadores daquela terra”, afirmou.

Segundo o deputado socialista, “o PSD está com medo de debater e dizer a realidade do que se passa nas pescas da Madeira”.