Projecto da CMF “A Escola vai ao Bairro” com 88 alunos em 2018/2019

O edil do Funchal e a vereadora com o pelouro da Educação, Madalena Nunes, estiveram na manhã de hoje no Centro Comunitário Musica@arte, no Bairro de Santo Amaro (Santo António), para acompanhar o início do ano lectivo nos cursos EFA – Educação e Alfabetização de Adultos, que a autarquia promove, em parceria com a Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. Eduardo Brazão de Castro.

Estes foram introduzidos pelo projeto municipal “A Escola Vai ao Bairro”, que se desenvolve em três centros comunitários geridos pela Sociohabitafunchal, e que assegura equivalências ao 6º ano, 9º ano e, pela primeira vez, ao 12º ano lectivo, num total de 7 turmas e 88 alunos em 2018/2019.

“Tenho um carinho especial pelo projeto «A Escola vai ao Bairro», porque não há idade para voltar à escola, para encarar novos desafios e para perseguir novos sonhos na vida (…) disse Paulo Cafôfo.

Os cursos EFA promovidos pela Câmara Municipal do Funchal estão em funcionamento no Atelier de Artes Plásticas da Quinta Falcão, no Centro Musica@arte em Santo Amaro, e, este ano pela primeira vez, no Centro Comunitário do Canto do Muro, em São Gonçalo. O objectivo principal, diz a CMF, visa a promoção, a educação e a formação dos moradores dos empreendimentos de habitação social do Município, sendo leccionadas as disciplinas de T.I.C. -Tecnologias da Informação e Comunicação; Língua estrangeira – Inglês; Aprender com Autonomia; Linguagem e Comunicação; Matemática para a Vida; e Cidadania e Empregabilidade, com professores destacados que se deslocam e estes espaços sociais.

O presidente sublinhou, em particular, a importância de “este ano, termos conseguido passar a abranger uma formação equivalente ao 12º ano, o que terá um impacto muito importante na vida destas pessoas. Gente de exemplo, que está a fazer um esforço para ultrapassar as suas dificuldades, a nível pessoal e laboral, e a investir na sua formação e no seu futuro, pelo que muito nos dignifica poder contribuir e criar condições para isso, num projecto que só é possível com a colaboração da Escola Dr. Eduardo Brazão de Castro, a quem também quero agradecer.”

O projecto “A Escola vai ao Bairro” entra agora no seu 4º ano lectivo de funcionamento, tendo abrangido, desde o início, um total de 224 alunos.