Instituto das Florestas e Conservação da Natureza refuta “alarmismo” do PTP

A propósito das críticas feitas hoje pelo PTP sobre o abandono de mato seco em terrenos de Santo António, o Instituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) enviou um esclarecimento à nossa Redacção, dizendo não haver motivo para “alarmismos” e salientando que, de acordo com a lei, o Governo Regional tem 15 dias, a partir da data do fim dos trabalhos de limpeza, para proceder á recolha e/ou transformacao da matéria orgânica resultante da limpeza dos terrenos.
O Governo Regional não pretende esgotar esse prazo e irá, como previsto, proceder a essa intervenção nesse material, garante o comunicado do IFCN.