PSD acusa Governo central de falhar na promessa de apoios motivados pelos incêndios de 2016

O grupo parlamentar do PSD lamentou hoje que o Governo da República tenha “falhado” nos compromissos assumidos com a Madeira, desta vez nas ajudas prometidas no âmbito da recuperação pós-incêndios de 2016.

Numa visita realizada ao alto da Pena, uma das zonas mais afectadas no Funchal, tanto ao nível de moradias como de escarpas, o deputado Sérgio Marques referiu que “os incêndios de 2016 foram um dos eventos mais dramáticos da história recente da Madeira e tiveram um grande impacto em toda a população da nossa Região”.

Este parlamentar recordou a propósito que uma das manifestações de solidariedade partiu do Governo da República, que se comprometeu, na altura, com um reforço das verbas do Fundo de Coesão em 30,5 milhões de euros, de modo a que a Região pudesse corresponder à necessidade de segurança nas escarpas e taludes, cuja estabilidade ficou comprometida, colocando em risco as populações.

Contudo, afirmou Sérgio Marques, “hoje estamos confrontado com a evidência dessa falta de solidariedade, depois de o próprio Primeiro-Ministro e vários membros do Governo da República terem assumido esse compromisso”.

O deputado considera, por isso, “absolutamente inqualificável que a Região, depois de já ter dado seguimento a investimentos, na sequência até da abertura de concurso para uma série de obras, não tenha a prometida solidariedade por parte do Governo da República”.

Ainda assim, disse esperar que o Governo da República venha a reconsiderar esta situação.