Câmara do Funchal aprovou hoje contas consolidadas do Município

A Câmara Municipal do Funchal aprovou hoje as contas consolidadas do Município, que são a junção das contas da autarquia com as das suas duas empresas municipais, a Sociohabitafunchal e a Frente MarFunchal, explicou o vice-presidente Miguel Silva Gouveia, que foi o porta-voz da reunião camarária de hoje.

O autarca destacou “os resultados positivos de 2,6 milhões de euros, em linha daquela que tinha sido a aprovação das contas individuais da CMF em Março deste ano, bem como a diminuição da dívida em 8,9 milhões de euros. A Câmara do Funchal tem, assim, neste momento, o passivo mais baixo dos últimos 17 anos, seguindo a tendência de redução deste que o actual Executivo se encontra em funções, mercê de uma gestão rigorosa e criteriosa dos recursos financeiros do Município.”

Miguel Silva Gouveia explicou, igualmente, “que a capacidade de endividamento do Município do Funchal é, neste momento, de 53,4 milhões de euros, o que nos permite olhar com cada vez mais esperança para o futuro, numa lógica de reforço do investimento através de meios financeiros como empréstimos para o efeito, que nos possibilitam colocar no terreno diversas obras que estão no programa da Coligação Confiança.”

A CMF aprovou também hoje o apoio a 17 entidades desportivas, sociais e culturais do concelho, num valor total de 52 mil euros, “entidades cujo cariz de imprevisibilidade só admite que estes apoios sejam feitos, depois de saber que determinados eventos vão ter lugar no Funchal, ou que algum atleta da nossa cidade conseguiu apurar-se para certas provas nacionais ou internacionais.”