Voluntários realizam prevenção de incêndios no concelho de Santa Cruz

O presidente da Câmara de Santa Cruz visitou ontem as equipas do PODIF e POCIF que estão a fazer vigilância de incêndios no concelho. Uma medida feita em parceria com o Serviço Regional de Protecção Civil, através das equipas POCIF, e também através das equipas PODIF, da iniciativa do Comando de Bombeiros de Santa Cruz e do Serviço Municipal de Protecção Civil. Equipa que este ano reúne 45 voluntários, que estarão no terreno a fazer a despistagem de possíveis fogos, refere um comunicado da edilidade.

Filipe Sousa sublinhou que tudo o que se fizer na prevenção será poupado no combate. “É um programa extremamente importante porque vem ao encontro daquilo que definimos em finais de 2013/2014, e a verdade é que neste espaço de tempo estas equipas têm feito um trabalho excepcional, que fez com que, felizmente, não se tivessem registado ocorrências significativas em termos de incêndios.”

O autarca adiantou que além da vigilância e combate,  o trabalho engloba campanhas de sensibilização junto das escolas e freguesias. Existe, por isso, “uma maior sensibilidade para a limpeza dos terrenos, o que nos ajuda imenso.”

Santa Cruz integra a rede de vigilância POCIF com duas equipas, uma permanente e outra de prevenção. Para complementar este trabalho, entra em ação em julho o PODIF, da responsabilidade do Serviço Municipal de Proteção Civil da autarquia, que tem elementos a desempenhar funções em regime de voluntariado.

Filipe Sousa acrescentou que o território municipal está assim 100% vigiado, embora possa sempre acontecer mão criminosa.

No caso do POCIF, existem três pontos de vigia, sendo estes no Pico do Telégrafo, na freguesia do Caniço, Roma, na freguesia de Santa Cruz,  e o Pico do Prado, em Santo António da Serra.