Festival Raízes do Atlântico juntou herança musical madeirense e ritmos cubanos

*Com Rui Marote

O Festival Raízes do Atlântico principiou hoje juntando um apreciável público na Praça do Povo, na marginal do Funchal. O conhecido grupo de música tradicional madeirense “Xarabanda” – recentemente condecorado pela presidência da República, pelo seu trabalho de pesquisa do património imaterial madeirense – abriu aquele que já é um evento de referência no panorama cultural da Região e que a projecta, também, mais além.

Após a actuação do agrupamento musical madeirense, foi a vez da cubana Brenda Navarrete subir ao palco, propondo à assistência os ritmos e os embalos latinos que tão bem caracterizam o seu país.

No Festival deste ano participam ainda grupos portugueses conhecidos como a Brigada Vítor Jara, os madeirenses “Terras de Vera Cruz”, a cantora cabo-verdiana Lura ou a brasileira Simone, desde há muitos anos bastante apreciada no Brasil e além fronteiras, pela qualidade e profunda emotividade da sua interpretação.