Madeira está a promover 16.º Curso de Catástrofe em Aveiro

Foto DR

O grupo de instrutores em Trauma e Catástrofe do Madeira Internacional Training Center (MIDTC) promove o 16.º curso MRMI (Medical Response to Major Incidents) em Portugal, desta vez em Aveiro.

O curso decorre de 26 a 28 de maio de 2018, nas instalações do Instituto Superior de Ciências de Administração e Informação e é da responsabilidade formativa e pedagógica do grupo de profissionais afetos ao Serviço de Saúde da RAM.

Na cerimónia de abertura do 16.º Curso MRMI, em Aveiro, estiveram presentes o Secretário Regional da Saúde, Pedro Ramos, o presidente da Câmara  Municipal de Aveiro, José Ribau Esteves, o diretor do Instituto Superior de Ciência da Informação e de Administração, Armando Teixeira Carneiro, entre outros.

O encerramento contará com a presença do presidente do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira, Capitão José Dias.

Recorde-se que este grupo de instrutores, composto por 20 elementos, é o único no país com acreditação internacional para este tipo de formação.

Neste curso participam cerca de 70 profissionais das diferentes células de intervenção  face a grande incidentes com multi-vítimas, nomeadamente  bombeiros, técnicos de emergência, médicos, enfermeiros, profissionais afetos ao INEM, agentes de proteção civil, forças de segurança (PSP, GNR),  gestores, psicólogos,  entre outras entidades públicas nacionais.

A direção deste grupo é da responsabilidade da diretora do serviço de urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça, a médica Carmo Caldeira.

A formação ministrada baseia-se num modelo de simulação avançada treinando toda a cadeia de comando, cenário do acidente, transportes, pré-hospitalar, gestão de hospitais face a cenários de multi -vítimas, triagem, corredores de evacuação e estrutura da comunidade que possa utilizar na resposta a um incidente multi-vitimas, ou seja, numa catástrofe.

Com esta formação, pretende-se promover a diferenciação destes profissionais nesta área de gestão e comando de um cenário de catástrofe.

Com esta formação, grupo de instrutores MRMI da RAM contabiliza dezasseis cursos de Catástrofe realizados em Portugal desde o ano de 2010, o que contabiliza cerca de 1100 profissionais formados nesta área no país.

A constituição deste grupo de formadores internacionais na área da catástrofe teve início nesse ano, em que era diretor do Serviço de Urgência do Serviço de Saúde da RAM, o médico Pedro Ramos, atualmente secretário regional da Saúde.