Passagem do navio-escola “Sagres” marca Porto Santo 600 anos

Sagres comandante do navio com Ireneu Barreto
O Representante da República para a Madeira acompanhou a cerimónia em que o comandante da Sagres depositou uma coroa de fllores junto ao monumento das Descobertas.
Sagres Porto Santo
O navio-escola “Sagres” esteve esta manhã no Porto Santo, seguindo dentro de meia hora para o Funchal.
Porto santo
A presença do navio “Sagres” foi acompanhada pelas entidades civis e militares.

Rui Marote

O comandante do navio-escola Sagres colocou hoje, no Porto Santo, uma coroa de flores no Monumento de homenagem aos Descobrimentos, em cerimónia que teve a presença do Representante da República para a Madeira, Ireneu Barreto, entre outras entidades, numa conjuntura em que se assinala os 600 anos da Descoberta da ilha. Um simbolismo que marca a passagem daquele navio pela Região, onde chega hoje, por volta das 17.30 horas e onde permanecerá até 3 de maio, estando agendadas visitas para os dias 1 e 2 de maio.

Com saída da Base Naval do Alfeite na passada sexta-feira, 27 de abril, o navio vai a caminho dos Estados Unidos e será ali que recebe o Presidente da República e integra as comemorações do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

A bordo, vão duas barricas de Moscatel do Douro, colheita de 1999, da Adega de Favaios. Na primeira paragem, pelo Funchal, haverá uma prova de moscatéis envelhecidos daquela Adega, com colheitas de 1980, 1989 e 1999. Seguem também a bordo quatro cascos de Moscatel de Setúbal, de José Maria da Fonseca.

Sob o comando do Capitão de Fragata António Maurício Camilo e com uma guarnição de 123 militares, o navio-escola ruma aos Estados Unidos, com saída da Madeira a 3 de maio, passando pelos portos de Filadélfia (participa, conjuntamente com outros veleiros, no “Tallships Festival 2018), New Bedford e Boston, onde integra as comemorações do Dia de Portugal e recebe Marcelo Rebelo de Sousa, passando depois, entre outros portos, por Halifax, no Canadá (por ocasião do Mês de Portugal), Fort Lauderdale, Miami (irá receber os cadetes do 2º ano da Escola Naval, a 2 de julho) Willemstad). Já em viagem de instrução, o navio passa pelo Curaçau (Antilhas Holandesas) e Cartagena das Índias (Colômbia).

Antes de regressar a Portugal, o que deverá acontecer a 9 de setembro, segundo informa um comunicado enviado às Redações, o NRP “Sagres” tem prevista uma escala nos Açores, na Praia da Vitória, a 18 de agosto, onde desembarcará os cadetes do 2º ano para a entrada dos cadetes do 1º ano.

Ainda no Funchal, estão previstas visitas ao navio nos dias 1 e 2 de maio, sendo que no 1º de Maio, amanhã, terça-feira, o horário em que estará aberto à população, será entre as 14 e 17 horas e entre as 20 e as 22 horas. No dia 2 de maio, quarta-feira, estão previstos três períodos de visita, entre as 10 e as 12, entre as 14 e as 17 e entre as 20 e as 22 horas.

Nesta manhã na ilha dourada, a presença do navio-escola, que ficou ao largo e foi visitado por alunos das escolas locais, foi acompanhada, também, pelo diretor regional para a Administração Pública no Porto Santo, pelo presidente da Câmara, Comandante Naval, comandante da ZMM e o presidente da Comissão organizadora das comemorações dos 600 anos da Descoberta da Madeira e Porto Santo.

Refira-se que este navio é o terceiro com este nome a desempenhar uma ação de instrução naútica na Marinha Portuguesa. Por isso, é também conhecido por “Sagres III”. Foi construído em 1937 nos estaleiros da Blohm & Voss, em Hamburgo, foi adquirido por Portugal em 1961.