Colectores subterrâneos de resíduos chegam ao Funchal

Este fica ao pé do Liceu. Foto Emanuel Silva

A Câmara Municipal do Funchal começou a implantar, em alguns pontos da baixa funchalense, colectores subterrâneos de lixo.

A solução já é praticada noutras cidades e, no Funchal, é novidade.

Sistema semelhante foi adoptado pela ARM -Águas e Resíduos da Madeira, por exemplo, no centro da cidade de Santana.

Exemplo do impacto final numa outra cidade.

Contudo, no caso do Funchal, apesar do impacto inicial das obras, o impacto visual acabará por ser mínimo, semelhante a uma qualquer papeleira.

A vantagem é que o contentor que está invisível consegue recolher mais lixo do que uma papeleira, evitando a frequência de passagem do carro de recolha.

Trata-se de um ecoponto, neste caso com três valências. Rua do Arcipreste e Avenida do Infante são apenas dois dos locais onde as obras já começaram.