CDS/PP interpela ministro para acabar com “a pouca vergonha” dos voos cancelados e pede audiência a Marcelo

Rui Barreto TAP
Rui Barreto dá voz à indignação do CDS/PP sobre o cancelamento de voos para a Madeira.

O cancelamento de voos por parte das companhias aéreas TAP e easyjet estão na ordem do dia da atividade política madeirense. O PSD vai solicitar, com caráter de urgência, a presença da Administração da TAP na Assembleia da República, sendo que o CDS/PP fez chegar há pouco às Redações a intenção de apresentar, também no Parlamento Nacional, o pedido de interpelação ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

O requerimento dos centristas, segundo a mesma nota, “deverá ser entregue ainda hoje pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP no Parlamento nacional”, referindo que se trata de uma “ação concertada para acabar com a pouca-vergonha e o desrespeito para com os madeirense e portossantenses”.

O CDS/PP dá conta, ainda que, também hoje mesmo, segue para o Palácio de Belém um pedido de reunião “urgente” com o  Presidente da República “para lhe dar conta de que o Governo da República está a violar a Constituição ao não cumprir com o princípio constitucional da “continuidade territorial”.

Rui Barreto entende que Marcelo Rebelo de Sousa “tem de chamar o governo à razão porque os sucessivos cancelamentos da TAP, sem qualquer explicação, violam o dever de serviço público, têm colocado sérios problemas à mobilidade dos madeirenses e causados prejuízos na economia e na imagem turística da Madeira”.

Diz ainda Rui Barreto que “o ministro Pedro Marques, enquanto responsável pela pasta dos transportes e representante do acionista Estado na transportadora aérea, tem de explicar na Assembleia da República o que se está a passar e garantir que a TAP não irá continuar a lesar os madeirenses e portossantenses”.