Raimundo Quintal critica: “Avaria do relógio da Sé é sintoma de desleixo”

Foto in blogue Raimundo Quintal.

Há muito que o Funchal Notícias vem alertando os leitores para demorada avaria do emblemático relógio da Sé Catedral do Funchal. Consta que se aguarda pelo técnico especialista para proceder à reparação.

Hoje, o geógrafo Raimundo Quintal retoma o assunto para deixar a sua crítica: “Já perdi a conta do número de semanas que o relógio mais emblemático da Madeira está avariado. Julgo que nem no tempo dos barcos a vapor demorava tanto a chegar à Madeira um relojoeiro competente.
A avaria do relógio da Sé é sintoma do desleixo, da falta de amor pelo nosso património, que grassa nas instituições civis e religiosas.
Na torre sineira a negligência está à vista de toda a gente. Até quando este povo continuará amorfo?”