Alunos vão poder voltar a pedir empréstimos tendo o Estado como fiador

ensino superior
Os alunos do ensino superior vão poder recorrer a empréstimos tendo Estado como fiador, a partir do próximo no letivo. O programa tinha sido suspenso em 2015.

O mecanismo tinha sido suspenso em 2015 e o Governo da República pretende retomar. Será possível, assim, aos alunos do ensino superior, pedirem um empréstimo tendo o Estado como fiador, não sendo por isso apresentar garantias patrimoniais.

A notícia é avançada pelo jornal PÚBLICO, saublinhando que “as regras serão mais simples e o programa orientado para quem quer tirar um mestrado ou doutoramento”. O jornal cita o gabinete do ministro Manuel Heitor, referindo que o processo estará “disponível a partir do próximo ano lectivo”.

A notícia diz ainda que “o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) fará alterações ao mecanismo de crédito aos estudantes – criado em 2007, quando o actual ministro era secretário de Estado. A ideia agora é orientar o financiamento para o apoio à pós-graduação, ou seja, para quem pretenda fazer mestrados ou doutoramentos”.