Madeira pede ao BEI todo o valor do Hospital mas Lisboa já assumiu 50% do custo, alerta o CDS/PP

Lopes da Fonseca B
Lopes da Fonseca questiona o Governo sobre as razões que levam o Executivo a pedir, ao BEI, a totalidade do custo do novo Hospital.

O líder do CDS//PP Madeira estranha que a Região tenha solicitado um empréstimo de 500 milhões de euros ao Banco Europeu de Investimentos, incluindo o valor total do custo do novo Hospital, cerca de 340 milhões, “quando Lisboa já assumiu que iria suportar metade desse valor”.

O líder centrista lembra que a Região tem verbas do Fundo de Coesão suficientes para suportar o custo com metade da nova unidade hospitalar e por isso desafia o Governo Região “a explicar toda esta confusão”.
Lopes da Fonseca, numa abordagem ao assunto, feita esta manhã, refere que “no empréstimo surgem também valores para a ampliação da Pontinha, 100 milhões de euros, e 35 milhões de euros para o cabo submarino”, investimentos que o presidente do CDS considera “estruturantes e vitais” mas desafia novamente o Executivo a explicar por que razão não candidata estes projectos a financiamento comunitário. “O CDS manifesta-se profundamente preocupado com este regresso do PSD e do Governo Regional ao passado e ao aumento da dúvida”, considera.