Miguel Silva Gouveia anuncia concertos nos museus da CMF e diz que o Funchal vive uma “era dourada cultural”

O vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, apresentou esta tarde uma novidade para a área cultural, o projecto “Músicas nos Museus”, que facultará à população um concerto comentado por mês, com bandas regionais e entradas livres, decorrendo alternadamente entre o Museu “A Cidade do Açúcar” e o Museu Henrique e Francisco Franco.

“Este é mais um projecto inovador que a Câmara Municipal do Funchal coloca no terreno e vem na sequência de várias outras iniciativas marcantes que o nosso Departamento de Economia e Cultura tem concretizado ao longo dos últimos anos (…)”, considerou Miguel Silva Gouveia. O autarca não poupou elogios à actuação da CMF neste campo, chegando mesmo a afirmar que “o Funchal vive uma era dourada em termos culturais, com uma cidade culturalmente vibrante e uma dinâmica sem paralelo até onde a memória nos permite chegar”.

Quanto ao evento hoje anunciado, terá, em particular, o condão de aliar os museus da CMF, e os respectivos espólios, à musicalidade dos artistas regionais. Nestes concertos comentados, afirmou, o público “pode sentir-se no meio do concerto”. Esta iniciativa, além da parceria com os artistas regionais, “pretende dinamizar o comércio local”, acrescentou.

Os ditos concertos realizar-se-ão na última sexta-feira de cada mês, pelas 19 horas, e começam já a 26 de Janeiro, no Museu A Cidade do Açúcar, com o grupo instrumental Dolcemente, cuja direcção artística é da responsabilidade de Sara Freitas Faria.

Miguel Silva Gouveia salientou ainda que os museus municipais passarão a ter acesso gratuito em 2018, nomeadamente o Museu de História Natural, o Museu Henrique e Francisco Franco e o Museu do Açúcar, aos quais se soma ainda o edifício dos Paços do Concelho.

A edilidade promete ainda “prosseguir as suas premiadas políticas de inclusão e acessibilidade, com uma intervenção a toda a linha nos edifícios culturais do concelho, a começar em breve”. O cofinanciamento do Turismo de Portugal já está confirmado, num projecto com um investimento previsto de 280 mil euros, e que incidirá no Teatro Municipal Baltazar Dias e nos Museus A Cidade do Açúcar e Henrique e Francisco Franco, “tornando o Funchal numa referência de acessibilidade cultural para o país e para o estrangeiro.”